Acompanhe nossas redes sociais
e fique bem informado
Notícias | Esportes
23.11.2017 - 10h45 | Eldení Alves
Diretor diz que Corinthians olha o mercado interno por substituto para Arana
 
  • Tamanho do texto: A-
  •  
  • A+

Com a proposta do Sevilla por Guilherme Arana em mãos, a diretoria do Corinthians se prepara para se despedir do lateral-esquerdo de 20 anos na partida contra o Atlético-MG, neste domingo, em Itaquera. Por isso, vasculha o mercado atrás de uma opção para substituí-lo em 2018.

– Está em fase final, estão negociando com o Roberto (de Andrade). A gente já sabe que vai precisar de alguém para a posição. Quando vai concretizar eu não sei. Pode ser hoje, amanhã ou depois, mas eles estão bem alinhados – disse o diretor de futebol Flávio Adauto.

Além de achar uma nova opção, o Timão precisa definir o que fazer com as que já tem. Nos próximos dias, o técnico Fábio Carille vai dizer se pretende contar com Marciel, Moisés e Guilherme Romão, hoje cedido ao Oeste. A tendência é que Marciel permaneça e que o segundo seja usado como moeda de troca. Romão, de 20 anos, tem volta indefinida.

No mercado, a busca da diretoria neste momento acontece em clubes das Série A e B do Brasileirão. Jogadores estrangeiros ou brasileiros que atuam fora do Brasil ficam em segundo plano.

– Estamos procurando no mercado interno. Antes do dia 3 de dezembro, porém, vamos evitar falar em nomes – explicou o dirigente.

Reinaldo, que pertence ao São Paulo, mas que atua emprestado na Chapecoense, foi um dos primeiros laterais avaliados, mas acabou praticamente descartado pela comissão técnica. Zeca, que tenta se desvincular do Santos na Justiça, é um nome bem avaliado e pode ser alvo do Timão.

A OPERAÇÃO ARANA

A negociação com o Sevilla é conduzida pelo presidente corintiano, Roberto de Andrade, e pode ser oficializada nos próximos dias. O Timão cogitou carregar um percentual dos direitos econômicos do atleta, mas mudou de ideia e decidiu vender os 40% que tem. A fatia restante pertence a empresários.

– Pensamos em um valor fixo pelos 40%, sem nos preocuparmos com o total da operação – disse Adauto.

Este valor estabelecido pelo Corinthians é de 6 milhões de euros (cerca de R$ 22,8 milhões). A informação foi publicada pelo "Uol" e confirmada pelo GloboEsporte.com.

 

Globo Esporte

 

 
 
Comentários
   
   
   
©2010- 2017 . Portal Independente. Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Paula Araújo