Acompanhe nossas redes sociais
e fique bem informado
Notícias | Geral
13.10.2017 - 10h20 | Eldení Alves
Missa em Aparecida tem mensagem do papa e vaia a políticos
 
  • Tamanho do texto: A-
  •  
  • A+
APARECIDA - A principal celebração em comemoração aos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida começou às 9h30 desta quinta-feira, 12, em altar montado do lado de fora da basílica nacional, na cidade de Aparecida do Norte, interior do Estado. O cantor Agnaldo Rayol se apresentou durante a procissão de entrada que levou uma imagem de Nossa Senhora ao altar. 
 
A missa, presidida por Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, durou duas horas. Sessenta mil pessoas acompanharam a celebração especial do jubileu, 40 mil estavam no pátio e 20 mil estavam dentro da basílica. Segundo a assessoria de comunicação, até meio-dia, 155 mil pessoas passaram pelo santuário de Nossa Senhora Aparecida.
 
A missa campal começou com uma mensagem em vídeo enviada pelo papa Francisco, que lamentou não estar no santuário hoje e afirmou estar com "saudades, saudades do Brasil".
 
Papa Francisco deixou um fraterno abraço e fez um apelo a esperança, sobretudo perante a 'situação de desespero'. "Não se deixem vencer pelo desânimo, confiem em Deus, confiem na intercessão de Nossa Senhora Aparecida"
Uma mensagem aos devotos de Nossa Senhora Aparecida foi publicada na conta oficial do papa Francisco no Twitter nesta quinta-feira, 12, dia da celebração dos 300 anos em que a imagem da Padroeira do Brasil foi encontrada. "Nossa Senhora Aparecida foi encontrada por trabalhadores pobres: hoje abençoa todos, especialmente aqueles que procuram um trabalho", disse o pontífice na rede social.
 
Assim que o vídeo terminou, foram anunciadas as autoridades presentes: o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB) e os ministros Antonio Imbassahy  (Secretaria de Governo) e Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia e Inovações), do PSDB e PSD, respectivamente. Todos foram vaiados pelo público presente. O prefeito da capital, João Doria, está na Itália em viagem oficial e o vice, Bruno Covas, foi para Paris. 
 
A temperatura em Aparecida às 10 horas era de 30°C. Em função do calor, há registros de fiéis passando mal e sendo retirados da multidão pelos bombeiros. 
 
 
Estadão
 
 
Comentários
   
   
   
©2010- 2017 . Portal Independente. Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Paula Araújo