Acompanhe nossas redes sociais
e fique bem informado
Notícias | Mundo
15.06.2017 - 12h28 | rt
Estudante dos EUA preso na Coreia do Norte tem lesão neurológica severa, diz hospital
 
  • Tamanho do texto: A-
  •  
  • A+

O estudante americano que foi condenado a 15 anos de prisão na Coreia do Norte sofre de uma severa lesão neurológica, afirmou nesta quinta-feira (15) um representante do Centro Médico da Universidade de Cincinnati, para onde Otto Warmbier foi levado após chegar aos Estados Unidos.

Também nesta quinta, o pai do jovem, Fred, falou em entrevista coletiva que o jovem foi "brutalizado e aterrorizado" enquanto estava preso na Coreia do Norte.

De acordo com sua família, ele está em coma desde março de 2016, quando contraiu botulismo, mas seus pais só souberam da condição de saúde do rapaz uma semana antes da sua libertação.

Fred Warmbier disse ainda que não acredita na versão norte-coreana, de que o jovem entrou em coma depois de contrair botulismo e tomar um remédio para dormir. "Não acreditamos em nada que eles [norte-coreanos] dizem".

Ele afirmou que o presidente dos EUA, Donald Trump, entrou em contato na noite desta quinta-feira (14) para saber como a família e o estudante estavam. "Foi uma conversa agradável, eu o agradeço por isso", explicou ele, dizendo que evitou o contato com o mandatário americano, pois estava centrado nos esforços para trazer Otto de volta aos EUA.

A Coreia do Norte também se manifestou nesta quinta, e garantiu ter liberado o estudante por "questões humanitárias", segundo a Reuters. O universitário tinha sido condenado a 15 anos de trabalhos forçados por roubar um cartaz em um hotel de Pyongyang.

 

 
 
Comentários
   
   
   
©2010- 2017 . Portal Independente. Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Paula Araújo