Acompanhe nossas redes sociais
e fique bem informado
Notícias | Esportes
15.06.2017 - 12h26 | G1
Ex-banqueiro se declara culpado em caso de lavagem de dinheiro ligado à Fifa
 
  • Tamanho do texto: A-
  •  
  • A+

O argentino Jorge Arzuaga, de 56 anos, se declarou culpado nesta quinta-feira de uma acusação nos Estados Unidos referente a investigações sobre lavagem de dinheiro ligadas à Fifa. Ex-banqueiro, ele trabalhou nas empresas Credit Suisse e Julius Baer e admitiu ter aberto contas bancárias fraudulentas para transferir subornos repassados a dirigentes de futebol.

- Lamento profundamente o que eu fiz - disse o ex-banqueiro à juíza Pamela Chen, em Nova York.

A investigação dos Estados Unidos sobre a corrupção ligada à Fifa indiciou mais de 40 pessoas e agências de marketing ligadas ao futebol nas Américas desde 2015. Muitas das acusações envolvem subornos pagos em torno da organização de torneios regionais e jogos classificatórios para a Copa do Mundo. Estima-se que mais de US$ 200 milhões (cerca de R$ 650 milhões na cotação atual) foram movimentados em subornos e propinas em troca de direitos de transmissão e marketing.

Promotores na Suíça também participam da investigação. Desde que o caso veio à tona, a própria Fifa também realiza investigações internas de corrupção e delação premiada, que ocasionaram no banimento do ex-presidente, Sepp Blatter, e o ex-secretário-geral Jerome Valcke. Os bancos Credit Suisse e Julius Baer também cooperam com a investigação.

 

 
 
Comentários
   
   
   
©2010- 2017 . Portal Independente. Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Paula Araújo